domingo, março 08, 2009

SobR9enatural


Mais uma vez ele calou todos os seus críticos e suas próprias bobagens extra-campo. Mais uma vez ele provou o que não devíamos esquecer jamais: que ele é um dos maiores atacantes de todos os tempos e um dos monstros sagrados da história do futebol. Sim, não achava que sua terceira volta à bola renderia dias como esse. “Devia ter se aposentado faz tempo”, eu disse a minha mãe esta semana. Sábia e sensível, ela me mostrou, mais uma vez, a verdade: “Aposentar como? É o que ele sabe fazer, é o que ele mais ama nessa vida. Imagine se você nunca mais pudesse escrever...” sentenciou, definitiva, dona Vera Aguiar.
Sim, Ronaldo, mega milionário e sobrevivente de três dramáticas cirurgias, já podia ter parado faz muito tempo. Ainda bem que não o fez. Todos que não agüentavam mais o exagero da cobertura da mídia em sua passagem pelo Corinthians ficaram felizes com o gol redentor e com sua tão humana explosão na comemoração junto do alambrado. Lembrei de minha mãe, que infelizmente não pode ver isso ao vivo (justo ela que me ensinou que a vida é ao vivo; justo ela que não acha a menor graça em ver as coisas depois de que aconteceram). Mas fique sabendo, mãe, que seu filho que cismou tanto com esse Fenômeno, não conseguiu esconder a alegria em ver não só o gol, aos 45 do 2º tempo!, mas o êxtase de alegria com que ele festejou mais um cala-boca naqueles que adoram meter o pau antes da hora. Naqueles que esquecem rápido, como eu e muitos fizeram.
Perdão, Ronaldo. E obrigado, além do gol, pelos belos e insinuantes lances que você criou nessa meia hora mágica, com direito a giros, cortes secos, um chute sensacional de longe no travessão (uma pancada com a marca dos craques, colocada) e um drible seguido de cruzamento perfeito para a cabeça de um companheiro que não soube fazer o gol.
Nesse futebol tão pobre do Paulistinha, você faz mesmo a diferença, mesmo ainda gordo e lento, mas só físico. Porque a mente e seus gestos continuam com a marca dos grandes nomes da história.
Que você brilhe ainda mais, que recupere a forma e que nos ensine o que é resistir. O que é renascer. Na verdade, não precisaria fazer mais nada, porque o que fez hoje já entrou definitivamente para a história das voltas por cima mais incríveis do esporte mundial. De novo.
De novo!
A se lamentar apenas a falta de nobreza, mais uma vez, de Wanderley Luxemburgo. Em vez de aceitar a obra do Fenômeno, ficou dando xilique com a arbitragem na hora do apito final. Em vez de entender a beleza do futebol, preferiu a covarde atitude dos que não sabem perder.
Valeu, ex-Fenômeno, agora, legítimo Senhor Sobrenatural!

3 comentários:

  1. Patricia Delázari09 março, 2009 11:15

    No êxtase da alegria caí na besteira de comentar sobre o Ronaldo com pessoas que além de não entenderem nada de esporte nenhum, nunca devem ter tido um ídolo na vida. Tive que ouvir sonoros: ‘ele só pensa no dinheiro’, ou 'esse cara é ridículo, ele só tá aí por sorte, porque de bom jogador ele não tem nada'. Puxa vida, sorte tripla então, se recuperar de três lesões inimagináveis pra qualquer atleta.
    Sempre torci muito por ele, enquanto jogava nos outros times e continuaria, mesmo se ele estivesse no seu São Paulo ou Palmeiras. Independente de time, o que se vê hoje na verdade é o Ronaldo Futebol Clube. Como você, vários outros torcedores de outros times enaltecem e admiram a coragem e determinação do Fenômeno. Afinal, mais do que o dinheiro, o respeito que ele adquiriu não foi à toa.

    ResponderExcluir
  2. É isso ai Zé, o cara demonstrou mais uma vez, independente de sua vida extra campo, ter caráter e principalemnte amor pela bola. Se o problema dele fosse dinheiro teria acertado com o time do imbecil do Robinho. Mas preferiu ficar no Brasil e mostrar seu talento para nós, que não tivemos a chence de vê-lo jogar "em casa". Quanto ao gol, só digo que foi um dos gols mais "Curintias" que eu já vi, aos 47 do 2º tempo, livrando o time da derrota, contra o maior rival e comemorando com o povão. Acho que na sua comemoração havia um certo "cala a boca" aos críticos. Valeu Fenômeno, amanhã o jogo é na nossa casa.

    ResponderExcluir
  3. Bom texto Zé. Coincidentemente havia acabado de trocar de canal quando a bola chegou ao R9. Vi o momento ao vivo, quase não acreditei,pena que pela Band com a narração do Luciano do Valle. Nem tudo é perfeito.

    O saco é assitir na Sportv, Globo e outras echendo o saco e chovendo no molhado.

    Por isso eu prefiro a ESPN. Trajano, Juca e Cia são formidáveis.

    Aliás, o surfe nosso de cada dia deveria ir para ESPN Brasil.

    MB.

    ResponderExcluir